sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Dia do estagiário: veja 8 dicas para aproveitar o estágio e ter mais chances de ser contratado

O estágio é uma ótima oportunidade para o estudante conhecer a área que estuda e também adquirir experiência no dia a dia do trabalho. Essa etapa pode resultar em boas recomendações, relações profissionais duradouras e uma boa chance no mercado de trabalho. Mas como conseguir a tão sonhada efetivação?

Segundo especialista ouvidos pelo G1, não existe uma receita para o sucesso, já que uma efetivação depende de vários fatores, como o desempenho do estudante, o momento da empresa e também da existência de uma vaga aberta.
“O estagiário deve encarar com muita seriedade a oportunidade de trabalhar em um contexto onde o aprendizado é tão importante quanto a produção individual. O estágio é um momento único, e pode ser definidor para futuras oportunidades”, ressalta Manoela Costa, gerente executiva da Page Talent.

Para Greici Daniel, analista de treinamento do Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube), agir com profissionalismo eleva as chances de se destacar e conseguir a tão sonhada efetivação. “Segundo estudos do Nube, até 60% dos estagiários são efetivados no término de seus contratos. Logo, essa não é uma tarefa impossível”, diz.
Milie Haji, consultora da Cia de Talentos, afirma que o estagiário deve colocar a mão na massa e ajudar a resolver os problemas do dia a dia. “Qualquer tipo de oportunidade pode ser um espaço para crescimento. Ele deve ter iniciativa e atitude para se expor e ser o protagonista da sua carreira”.

Veja 8 dicas para aproveitar bem o estágio e buscar a contratação:

1) Fuja do rótulo “apenas estagiário”
“O próprio estagiário não pode falar que ele é apenas o estagiário para se justificar. Ele deve ter atitudes como qualquer membro da equipe”, afirma Milie Haji.
De acordo com as especialistas, estagiários que levam café são coisa do passado. “Fazer ou levar café, não são comuns no mercado de hoje, mas eram mais comuns no passado. O estagiário não é mais visto como alguém que ‘sempre leva a culpa’ ou que sempre cuida das tarefas de menor importância”, afirma Manoela Costa.

2) Comprometimento
Ser pontual, realizar as tarefas nos prazos estabelecidos, colaborar com os colegas, ser proativo e estar alinhado com os valores da empresa são algumas das atitudes que demonstram o comprometimento do estagiário com a companhia, e podem contar pontos na hora de uma possível efetivação, segundo as especialistas.

3) Dar sugestões e não palpitar
Segundo Manoela Costa, palpitar não é a postura correta para quem quer se destacar. “Palpite em excesso transmite a impressão de alguém que ‘fala por falar’, quase que distraidamente, sem compromisso com a realidade prática. O estagiário deve sempre estar pronto para dar sugestões. A sugestão pede reflexão, o palpite, não. É fundamental ter isso em mente”.

4) Entender feedbacks
Greici ressalta a importância de o jovem ser receptivo aos feedbacks. “É importante o novo colaborador não querer pular etapas e achar que sabe fazer tudo. A Geração Y é conhecida como uma juventude ansiosa e com grandes ambições de rápida ascensão, contudo, o conhecimento vem com a prática e mesmo a menor tarefa traz crescimento”, diz.

5) Aprendizado
O estágio deve ser um momento de aprendizado para o estudante, em que ele conhece a profissão e a área em que vai atuar no futuro. É importante que ele aproveite todas as oportunidades para aprender e guardar conhecimentos que serão importantes no futuro.
“É importante o estudante perceber o estágio como uma oportunidade de adquirir experiência e principalmente verificar como os conhecimentos adquiridos em sala de aula podem ser aplicados na prática durante a realização de suas tarefas dentro da organização. Essa visão mais prática ajuda inclusive a ter a certeza de que fez a escolha certa, aumentando as chances de ser um profissional bem-sucedido”, afirma Greici Daniel.

6) Comportamento
Segundo Manoela, dedicação, respeito, interesse e responsabilidade são comportamentos que ajudam o jovem a seguir por um bom caminho no estágio. “O estagiário não deve se autopressionar com questões de ‘como se diferenciar’. Ele deve se preocupar, em primeiro lugar, em executar as demandas que lhe foram conferidas”, diz.

7) Networking
“Tem estagiário que se envolve, faz amizade com pessoas de outras áreas e constrói um networking. Isso pode até garantir uma contratação antes mesmo do fim do estágio”, alerta Milie.
Além disso, o networking é uma boa ferramenta caso o estagiário não seja efetivado e comece a buscar uma oportunidade de trabalho. Ele pode conversar com esses colegas e tentar uma indicação para a recolocação.

8) Não enxergar a contratação como única opção
“Manter o bom desempenho é um exercício diário, que precisa estar à frente e acima das possibilidades de contratação”, afirma Manoela. Segundo ela, o jovem deve buscar o seu melhor para o seu próprio crescimento.

“Toda a experiência adquirida será útil e, futuramente, se surgir uma vaga na empresa, poderá ser lembrado”, lembra Greici.

“Caso ele seja desligado, estará bem preparado para assumir novas responsabilidades em outras empresas. A vida profissional não começa e termina no mesmo ambiente”, ressalta Manoela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua deixando seu comentário.