sexta-feira, 21 de julho de 2017

Saiba como combater de vez a ansiedade

Quando você se sente ansioso, pode se sentir preso e não sabe como se sentir melhor. Você pode até piorar a situação sem querer fazendo coisas como focar no futuro e se deixar levar por uma série de cenários catastróficos.
Por sorte, existem várias ferramentas para ajudar você a lidar com a ansiedade de forma eficiente. Veja as dicas de experts para como resolver o problema de forma saudável:






1. RESPIRE FUNDO
A ansiedade é, acima de tudo, uma reação irracional do seu corpo. Lide com ela pensando nisso.
“A primeira coisa que você deve fazer quando estiver ansioso é respirar,” diz Tom Corboy, fundador e diretor executivo da OCD Center of Los Angeles http://www.ocdla.com/.
Respirar profundamente pelo seu diafragma é uma forma eficiente de reduzir a ansiedade por ativar a resposta de relaxamento do corpo. Ela ajuda o organismo a escapar da resposta de lutar ou fugir e voltar ao normal.
Pratique inalar enquanto conta lentamente até 4 enchendo a sua barriga e depois o seu peito. Segure a respiração por mais 4 segundos e deixe o ar ir embora durante 4 segundos. Repita várias vezes, até você sentir que está mais calmo.

2. ACEITE QUE VOCÊ ESTÁ ANSIOSO
Lembre-se que a ansiedade é só uma reação emocional, e que assim como qualquer outro sentimento, você precisa aceitá-la para começar a lidar com ela. Tentar negar ou eliminar a ansiedade só piora a situação. Você acidentalmente faz o sentimento se tornar algo intolerável, o que só leva a mais ansiedade. Ao invés disso, aceite a realidade, mesmo que no momento ela inclua negatividade.

3. PERCEBA QUE O SEU CÉREBRO ESTÁ ENGANANDO VOCÊ (E LUTE CONTRA ISSO)
“Quando as pessoas estão ansiosas, os seus cérebros começam a inventar todo tipo de ideia mirabolante, muitas das quais são altamente improváveis,” diz Corboy. Isso só deixa o indivíduo mais ansioso.
Por exemplo, alguém que está prestes a fazer uma prova importante pode ser dominado por pensamentos como “se eu não passar vou ser infeliz para o resto da vida” ou “eu não estudei o suficiente”. Lembre-se de que essa situação não é, na verdade, uma catástrofe, e que nenhum momento especifico da sua vida é capaz de definir todo o andamento dela.
Mas esses pensamentos soam razoáveis na hora da pressão, e não é tão fácil assim refutá-los. O razoável e o absurdo parecem ser uma coisa só. Por isso, desafie todo pensamento catastrófico que aparecer. Pergunte-se:
# “Essa preocupação é realista?”
# “É provável mesmo que isso aconteça?” 
# “Se a pior possibilidade acontecer, o que seria tão horrível sobre ela?” 
# “Eu poderia lidar com isso?” 
# “Se algo ruim acontecer, o que isso diz sobre mim?”


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua deixando seu comentário.