quarta-feira, 21 de junho de 2017

5 personalidades que estavam perdidas em suas carreiras aos vinte e poucos anos

É muito comum – e cada vez mais frequente – que jovens se sintam perdidos, em especial profissionalmente, em algum momento da vida. Há uma certa pressão para que, aos vinte e poucos anos, tudo esteja se encaminhando para uma carreira brilhante e um futuro perfeito. Porém, a vida acontece de um jeito diferente. E até personalidades como Oprah Winfrey e J.K. Rowling enfrentaram momento assim.
A seguir, conheça cinco personalidades que estavam perdidas em suas carreiras aos vinte e poucos:
STEPHEN KING
Muitos antes de ser reconhecido como o mestre do horror e ter dezenas de filmes inspirados em suas obras, Stephen King passou por uma série de trabalhos que não gostava e quase desistiu da escrita – acabou perseverando por insistência de sua esposa, Tabitha Spruce, que resgatou Carrie – A Estranha do lixo e insistiu para publicá-lo. Aos 24 anos, King viva em um trailer e trabalhava como porteiro enquanto a carreira não deslanchava.
OPRAH WINFREY
Uma das apresentadoras de televisão mais famosas do mundo e eleita a mulher mais rica do ramo de entretenimento no mundo durante o século 20 pela revista Forbes, Oprah Winfrey nem sonhava com o rumo que sua vida tomaria quando tinha 23 anos. Nos anos 80, Winfrey era âncora em um jornal local de Baltimore, em Maryland, nos Estados Unidos. Ela foi demitida após seu chefe afirmar que ela se envolvia de mais com as histórias que contava. Quem diria, não?
TINA FEY
Vencedora de dez Emmys e dois Globos de Ouro, aos 23 anos Tina Fey era uma estudante de dramaturgia que trabalhava em uma instituição que empregava jovens que corriam risco de viver na rua ou não podiam se sustentar. A caminhada rumo ao sucesso foi difícil e precisou de muita dedicação por parte da atriz, mas deu certo. Hoje, Fey é considerada uma das principais e melhores atrizes de comédia norte-americana.
VERA WANG
Possivelmente, um dos nomes mais famosos quando se trata de vestidos de casamento, Vera Wang estava muito distante da carreira que definiria o rumo de sua vida aos vinte e poucos. Patinadora e jornalista, Wang não conseguiu se consagrar como atleta olímpica e também não alcançou o cargo de editora-chefe na Vogue. Foi aos 40 anos, após desenhar o primeiro vestido, que ela criou sua marca e começou a se consolidar e popularizar no ramo.
J.K. ROWLING
A mulher mais rica da história da literatura e com uma fortuna superior à da Rainha Elizabeth II estava muito distante de sua atual realidade quando tinha vinte e poucos anos. Na verdade, levou algum tempo para Joanne Kathleen Rowling dar a guinada que seria definitiva em sua vida. Aos 28 anos, vivendo às custas da ajuda do governo e mãe solteira, ela começou a escrever aquela que seria uma das sagas mais famosas da literatura: Harry Potter.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua deixando seu comentário.