quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Indicamos: 3 livros clássicos para ler no fim das férias

Os livros clássicos mostram aos leitores a realidade de uma época muitas vezes distante, tal como hábitos e organização social ou até mesmo o tipo de ficção produzido naquele momento histórico. No entanto, é comum que as pessoas tenham dificuldade de escolher em qual livro desejam se debruçar e aprender mais. 
Pensando nisso, confira 3 livros clássicos que você deve ler ao longo da vida:

1 – Sherlock Holmes
A obra escrita por Arthur Conan Doyle teve sua primeira publicação em 1887 e é lida por milhares de pessoas ainda nos dias de hoje. A primeira aparição de Sherlock Holmes aconteceu na novela Um Estudo em Vermelho. Devido ao sucesso de Sherlock Holmes, Doyle escreveu sobre ele até 1927. Nenhuma das histórias escritas é repetitiva, fazendo com que a leitura seja leve e envolvente. O enredo de cada um dos textos trata sobre Sherlock Holmes, um detetive que tem habilidades incríveis, que beiram o fantástico. Além disso, a personalidade de Holmes faz com que os leitores sintam-se atraídos pela obra, sempre querendo conhecer mais um dos casos resolvidos pelo detetive.

2 – O Senhor das Moscas
Escrito por William Golding, a obra foi publicada em 1954 e tornou-se um grande sucesso ao longo dos anos, consagrado como uma literatura pós Segunda Guerra Mundial. O enredo fala sobre um grupo de garotos que sofre um acidente de avião e ficam presos em uma ilha deserta. Na tentativa de sobreviverem, criam uma sociedade própria, com um líder, e baseada nos recursos que tinham disponíveis na natureza. É uma leitura que faz refletir sobre a organização social e também a capacidade do homem de construir um mundo melhor. No entanto, Golding cria a obra com um tom bem pessimista.

3 – Uma Mulher Perdida
A obra foi publicada em 1923 e escrita por Willa Cather, americana que recebeu o Prêmio Pulitzer de Ficção pela obra One of Ours. Uma Mulher Perdida é um texto que entretém o leitor por meio da escrita de Cather. Dividida em duas partes, a obra fala sobre a ascensão da família Forrester, bem como a do West. Em um segundo momento, retrata o declínio de ambos. Com uma leitura simples e rápida, a obra torna-se complexa por meio do enredo que aborda.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua deixando seu comentário.