sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Super professor: "Senão" e "Se não"

Escreve-se "senão" quando a palavra assume as seguintes funções:

1- De conjunção alternativa, podendo ser substituída por "caso contrário";
2- De conjunção adversativa, sendo possível trocá-la por "mas";
3- De preposição, tendo o mesmo significado de "com exceção de" ou "exceto";
4- E de substantivo masculino, significando "falha" ou "defeito".


    Já o "se não" só deve ser usado quando o "se" é uma conjunção condicional (substituível por "caso") ou integrante (podendo ser trocada, com a oração que ela introduz, por "isso""isto" ou "aquilo"). 

Veja alguns exemplos:

- Devemos trabalhar, senão [caso contrário] o contrato será cancelado. 

- Minha namorada é quase perfeita. Ela só tem um senão [defeito]

- Se não chover [caso não chova], irei encontrar meus amigos. 

- A quem, senão [exceto] a ele, devo fazer referência durante a palestra? 

- Vencemos a partida de futebol não por sorte, senão [mas] por competência. 

- Perguntei se não iriam chegar atrasados [perguntei isso].



Consultoria Ernani Terra, professor e autor de livros didáticos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua deixando seu comentário.