quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Plantão Enem - MEC libera locais de prova

O Ministério da Educação liberou, na tarde desta quarta-feira (19), a consulta aos locais de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016. 
Os candidatos e candidatas já podem consultar, pelo site http://enem.inep.gov.br/participante/, seu cartão de confirmação, para saber qual é o endereço em que farão as provas.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, disse que há 181 escolas listadas como locais de prova do Enem e que, segundo monitoramento do MEC, estavam ocupadas nesta tarde por estudantes secundaristas em protestos contra a reforma do ensino médio e a PEC 241, que trata do teto dos gastos públicos.

O ministro ameaçou cancelar o Enem nessas escolas caso elas não sejam desocupadas até 31 de outubro. Os alunos afetados teriam que fazer os exames, ainda neste ano, em data posterior. De acordo com o governo federal, essas 181 escolas estão em 82 cidades de 11 estados brasileiros, e 95 mil candidatos inscritos no Enem podem ser afetados pelos protestos.

Neste ano, uma novidade é que será possível checar o endereço da prova pelo aplicativo oficial do MEC, disponível gratuitamente para iOS, Android e Windows Phone. O cartão de confirmação do Enem também será ainda enviado por e-mail e SMS, usando os dados de cadastro dos participantes.


Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em alguns cartões os alunos poderão encontrar a informação “Aguarde a confirmação do seu local de prova. Efetue nova consulta nos próximos dias”. Segundo o Inep, isso significa que o estabelecimento previsto foi comprometido por reformas ou circunstâncias naturais.
Nestes casos, a organização do Enem afirma que o dado será atualizado nos próximos dias, com a realocação dos alunos. A presidente do Inep, Maria Inês Fini, informou que duas escolas em Alagoas, por exemplo, já tinham sido descartadas até esta quarta em razão das chuvas.

Provas


Neste ano, as provas serão realizadas nos dias 5 e 6 de novembro. No primeiro dia, sábado, o candidato terá 4 horas e 30 minutos para responder questões de ciências humanas e de ciências da natureza. No domingo, ele terá 5 horas e 30 minutos para as perguntas de linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática e redação.
Os portões serão abertos às 12h e fechados às 13h, no horário de Brasília. As provas começarão, nos dois dias, às 13h30. Os gabaritos oficiais das questões objetivas serão divulgados pelo Inep até o dia 9 de novembro. Já os resultados ainda não têm data marcada para serem apresentados.

Horário de Brasília x horário local


A hora de fechamento dos portões do Enem é a mesma para todo o Brasil, e segue o horário oficial de Brasília. Porém, por causa do horário de verão, os estados brasileiros estão em quatro fusos horários diferentes – isso quer dizer que, quando for 13h em Brasília, o relógio em alguns estados pode marcar 12h, 11h ou até 10h.
Veja a abaixo a lista de estados, segundo o horário local de fechamento.

13h (horário local)
Distrito Federal
Espírito Santo
Goiás
Minas Gerais
Paraná
Rio de Janeiro
Rio Grande do Sul
Santa Catarina
São Paulo

12h (horário local)
Alagoas
Amapá
Bahia
Ceará
Maranhão
Mato Grosso
Mato Grosso do Sul
Pará
Paraíba
Pernambuco
Piauí
Rio Grande do Norte
Sergipe
Tocantins
11h (horário local)
Amazonas
Rondônia
Roraima

10h (horário local)
Acre

O Enem 2016 em números

Nesta quarta-feira, o MEC divulgou também os números consolidados desta edição do Enem. Do total de 8,6 milhões de inscritos, São Paulo, Minas Gerais e Bahia são os estados com o maior número de participantes: 1.404.362, 948.545 e 664.698 participantes, respectivamente.

Neste ano, 68.907 candidatos que apresentam algum tipo de deficiência receberão atendimento especializado. Segundo o governo, os tipos de deficiência, que foram indicados no momento da inscrição, no primeiro semestre, pelos próprios candidatos, são autismo, baixa visão, cegueira, deficiência auditiva, deficiência física, deficiência intelectual, déficit de atenção, discalculia, dislexia, surdez, surdocegueira, visão monocular. Além dessas categorias, 4.603 candidatos indicaram ser portadores de outro tipo de deficiência, ou alguma condição especial.

Além do atendimento especializado, o Enem terá também atendimento específico para 101.902 pessoas: há 7.590 gestantes, 76.275 sabatistas, 1.455 idosos, 16.538 lactantes e 44 candidatos que, por motivos de saúde, farão as provas em uma classe-hospitalar.
A logística do Enem contará com 655.500 colaboradores, incluindo os que atuarão nos locais de prova (coordenadores, chefes de sala, fiscais e funcionários de apoios), os agentes de segurança pública e funcionários dos Correios, entre outros.

As 18 milhões de provas impressas estão sendo distribuídas para os 1.727 municípios em 77 mil malotes.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua deixando seu comentário.