sexta-feira, 30 de setembro de 2016

6 vantagens que você tem ao aprender uma nova língua

Aprender outro idioma proporciona muitas vantagens. Além de ser essencial para qualquer currículo profissional, dominar uma língua estrangeira traz benefícios ligados à memória, à concentração e habilidades de compreensão textual. Confira só:

1. Mais concentração
Aprender outra língua exige muita concentração do aluno. Afinal, a transição de um idioma para outro pode ser feita simplesmente por meio de um termo ou de uma frase, seja em filmes, em uma propaganda na TV ou até mesmo na escola. Para que a identificação do vocabulário novo seja possível, bem como para facilitar o aprendizado da pronúncia e das nuances de cada língua, é preciso exercitar constantemente o poder de concentração. E, eventualmente, essa característica também se reflete em outros aspectos da vida.

2. Melhores oportunidades
Esse talvez seja o benefício mais óbvio de ser bilíngue atualmente — principalmente para a nova geração. Afinal, em mercados de trabalho cada vez mais competitivos e concorridos, é imprescindível ter um bom domínio de ao menos uma língua estrangeira para se destacar da concorrência. Isso pode fazer toda a diferença, tanto em processos seletivos como nos estudos acadêmicos e até na abertura de oportunidades profissionais no exterior, a partir da internacionalização do próprio mercado de trabalho.

3. Mais memória
Por mais que várias línguas latinas se assemelhem bastante ao português, ao aprender qualquer novo idioma, nosso vocabulário se expande. E isso é ainda mais presente quando aprendemos idiomas como inglês, alemão ou tantos outros que não sejam de origem latina, já que nossa base  de vocabulário terá que se ampliar ainda mais. Esse exercício constante de aprender e praticar novas palavras no dia a dia faz com que o aluno bilíngue tenha uma memória mais aguçada que as demais pessoas.


4. Melhor compreensão
Outro aspecto que se desenvolve especialmente em alunos bilíngues é a habilidade de compreensão textual. Afinal, cada língua tem suas expressões, formas de construção gramatical e até mesmo linhas de raciocínio diferentes. Por isso, os textos acabam sendo elaborados de outra forma, com características bem distintas. Textos em francês, por exemplo, prezam pela sonoridade e pela cadência das palavras, enquanto textos em inglês costumam ser mais objetivos e concisos.
Ao lidar desde cedo no processo de aprendizado com formas distintas de se expressar, o aluno treina sua habilidade de compreensão textual. Com o tempo, fica muito mais fácil entender as particularidades de cada língua e trabalhar em cima delas para compreender com exatidão a mensagem que o texto quer passar, as intenções subliminares do autor, suas características intrínsecas e sua linha de raciocínio.

5. Maior conexão
Ser bilíngue significa também expandir suas formas de se conectar com outras pessoas. Afinal, em um mundo cada vez mais globalizado, com oportunidades de viagem, comunicação, trabalho e estudo em várias países, por que não expandir também seus conhecimentos linguísticos para facilitar essa integração? Isso pode ocorrer de diversas formas, mas a principal maneira é por meio do aprendizado de outra língua, principalmente aquelas mais faladas ao redor do globo. 
Por ser cada vez mais necessário para garantir uma comunicação efetiva, esse aprendizado também deve levar em consideração aspectos culturais, já que a língua reflete algumas das características sociais de seus falantes. Nesses contextos, o aluno bilíngue terá uma maior proximidade com as pessoas que conhece e com quem se relaciona. Será possível compreender em maior profundidade as falas dos interlocutores, tornando a comunicação mais eficiente, próxima daquilo que ocorre com sua língua nativa. É realmente uma habilidade que abre diversas portas pelo mundo!

6. Melhor escuta
As pessoas bilíngues ainda desenvolvem suas habilidades de escuta, viu? Afinal de contas, essa é uma parte essencial do aprendizado de qualquer língua, até porque é preciso aplicar no cotidiano aquilo que se lê nos textos e livros didáticos. E já que cada língua tem sua própria sonoridade, suas características particulares de pronúncia e interjeições que só existem no momento da fala, é essencial estar com os ouvidos atentos e treinados para a compreensão dos mais variados sons.
E essa é uma característica que alunos bilíngues exercitam desde cedo. Adaptar-se a novas línguas a partir da forma como elas soam faz com que suas habilidades de escuta fiquem cada vez mais desenvolvidas. Com o tempo, essa adaptação permite que o ouvinte também tenha uma maior facilidade para compreender sotaques específicos e regionais, bem como para identificar outros sons típicos de línguas que ainda não domina.

E você, conhece outros benefícios de ser bilíngue para acrescentar à nossa listinha? Comente aqui e enriqueça nosso post! E aproveite também para ler mais informações sobre como funciona a educação bilíngue!

Fonte: Novos Alunos

Um comentário:

Contribua deixando seu comentário.