quarta-feira, 27 de julho de 2016

Guia Nota 1.000: redação do Enem 2016


A redação é uma parte importante o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e o desempenho do aluno nesta avaliação influencia em sua nota final, que também inclui a pontuação das provas objetivas (Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Linguagens e Códigos e Matemática).
nota da redação do Enem pode variar de zero até 1.000 pontos e é avaliada por uma banca de corretores que utilizam critérios específicos de qualificação. Atendimento ao tema proposto e à estrutura dissertativo-argumentativa, domínio da modalidade formal da escrita e respeito aos Direitos Humanos são alguns dos preceitos utilizados pela banca na hora de avaliar um texto.  
Para evitar o temido zero na redação do Enem, os alunos devem cumprir as exigências citadas a cima, além de entregar o texto final escrito na Folha de Redação e com mais de sete linhas, não fazer desenhos ou rascunhar na Folha de Redação, evitar cópias dos textos da coletânea, entre outros.

Redação do Enem: como fazer?

Para ajudar a conquistar a tão sonhada redação nota 1.000, a Universia Brasil preparou a série Guia Nota 1.000. Com ajuda da coordenadora de redação do curso Poliedro Gabriela Carvalho, a série mostrará a melhor forma de preparar seu texto e garantir uma boa nota no Enem 2016. 

Nesta primeira parte, entenda como analisar o tema proposto e o que deve ser feito pelo aluno antes de começar a escrever a redação: 

Como começar a redação do Enem

Para Gabriela Carvalho, antes de começar a redação, o aluno precisa fazer uma análise detalhada do tema. “O primeiro passo ao pegar a proposta é olhar o tema com calma e ler com cuidado todos os textos apresentados na coletânea. [...] Ela direciona, ajuda e dá mais elementos”, aconselha a coordenadora. 

Além disso, o entendimento do tema é essencial para todo o desenvolvimento do texto e, principalmente, para a produção de uma boa proposta de intervenção, um elemento exigido pelo Enem, em que o aluno deve sugerir soluções para o problema apresentado no texto.
 “A estrutura da prova do Enem pedirá uma proposta de intervenção, então, para que haja a intervenção, é preciso identificar o problema”, explica Gabriela. Segundo a coordenadora, enquanto o aluno estiver analisando a proposta de redação, é essencial ter o olhar condicionado a encontrar essa problemática, que irá conduzir todo o andamento da prova de redação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua deixando seu comentário.