terça-feira, 14 de junho de 2016

Karl Landsteiner, que descobriu tipos sanguíneos A, B, AB e O

Fonte: Techtudo

Você pode não conhecê-lo mas suas descobertas salvaram a vida de milhões de pessoas. Em 1901, Landsteiner descobriu a existência de tipos sanguíneos A, B, AB e O, e que as pessoas com o mesmo grupo de sangue ou sangue compatível podem receber transfusões umas das outras. O cientista descobriu também o fator RH, que indica se o tipo é positivo ou negativo.

Nascido em 14 de junho de 1868, na cidade de Baden, na Áustria, ele se naturalizou estadunidense e faleceu em 1943, na cidade de Nova York, aos 75 anos. Hoje ele estaria completando 148 anos de idade, por isso a homenagem da gigante das buscas a esse notável médico e cientista.

Pessoas com sangue do tipo O, por exemplo, podem doar seu sangue para qualquer pessoa, mas só podem receber o mesmo tipo sanguíneo. Já pessoas com o sangue do tipo AB, podem receber qualquer tipo sanguíneo, mas só podem doar para pessoas do mesmo tipo. O conhecimento dessas diferenças e condições salvou a vida de inúmeras pessoas e possibilitou vários procedimentos cirúrgicos.
Karl Landsteiner ganhou o Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1930, justamente pela sua descoberta dos tipos sanguíneos. Ele colheu o sangue de diversas pessoas, isolou os glóbulos vermelhos e fez várias combinações entre plasma e glóbulos vermelhos. Em alguns casos, os glóbulos se aglutinavam, formando grânulos. Em vasos sanguíneos isso interrompe o fluxo normal de sangue e a pessoa morre. Já em outros casos, esse fenômeno não acontecia.
Além disso, Landsteiner foi o descobridor do fator RH, tendo cunhado o termo “anticorpo”, que é usado até hoje na medicina. Sem dúvida alguma, devemos agradecer à Karl Landsteiner pelo seu trabalho e suas descobertas de tamanha importância.
Comemorasse hoje o Dia Mundial do Doador de Sangue. 
Que cada gota de sangue doado, seja uma gota de esperança!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua deixando seu comentário.