sexta-feira, 4 de março de 2016

3 pensamentos comuns a pessoas inseguras


Todos nós somos capazes de fazer e conquistar grandes feitos, mas muitas vezes o pessimismo pode atrapalhar a realização de um sonho. Algumas pessoas, por medo ou insegurança, acabam sabotando o próprio sucesso e evitando, sem perceber, um futuro profissional promissor.

Abaixo, veja 3 pensamentos comuns a pessoas inseguras e comece a evitá-los em seu dia a dia: 


1 - “Eu não sou bom o bastante, então nem deveria tentar”

Você pode até não estar preparado para dar o próximo passo, mas se não tentar poderá perder uma grande oportunidade de aprender e vencer. Alcançar o sucesso demanda muito treino, esforço e tentativas, que muitas vezes podem não ser bem-sucedidas. Por isso, seja sempre positivo e mude o seu pensamento para “eu devo tentar, assim me tornarei uma pessoa mais preparada.


2 – “Está muito tarde para seguir meus sonhos”


Pensar que não há mais chance de tentar passar naquele vestibular concorrido ou aprender um novo idioma é uma defesa para não precisarmos sair da nossa zona de conforto. Ao contrário do que muitos pensam, o tempo traz maturidade e maior foco para conquistar tarefas difíceis, o que aumenta as chances de conquistar o sucesso e alcançar metas antigas. Por isso, substitua este pensamento por “é hora de dar um passo adiante”.


3 – “Eu não mereço sucesso e felicidade”


Pode parecer inacreditável, mas algumas pessoas têm medo de conquistar a felicidade e satisfação. Os motivos são a necessidade de sair da zona de conforto e a falsa sensação de que é impossível sentir-se sempre pleno e realizado e, por isso, quando a felicidade acabar, o sofrimento será muito maior. A realidade é que a vida profissional (e a pessoal também) são repletas de altos e baixos, mas quando lutamos por novas conquistas a quantidade de momentos felizes supera os momentos de infelicidade. Nesse caso, mentalize o mantra “eu sou merecedor de sucesso e muita felicidade”.

2 comentários:

  1. Gostei!
    Ajuda-nos a termos mais coragem para enfrestarmos nossos medos e obstáculos, assim, conquistar nos objetos.

    ResponderExcluir

Contribua deixando seu comentário.