segunda-feira, 18 de maio de 2015

Veja como o fracasso pode ajudá-lo a melhorar

Fonte: Universia

Desde crianças, somos levados a acreditar que o fracasso é negativo e que devemos evitá-lo. Claro que obter o sucesso é bom, mas fracassar também pode ensinar coisas positivas para as nossas vidas profissionais e pessoais.

Fracassos nos ensinam a sermos mais persistentes. Quase todos os grandes gênios e empresários, antes de atingirem o sucesso, fracassaram várias vezes. Eles tiveram que errar muito antes de encontrar o caminho certo e tomá-lo. Por isso, veja os erros como uma chance de tentar de novo.

Com os fracassos, nós também conseguimos aumentar a nossa empatia. Ao fracassar, conseguimos nos colocar na posição dos outros quando eles também estiverem em uma situação difícil. Além disso, obter resultados ruins nos ensina a sermos humildes: qualquer pessoa pode cometer erros e não alcançar sucesso, inclusive você. A empatia e a humildade, juntas, são duas características importantes para profissionais e também para a vida profissional.

O fracasso também é um grande catalisador para a criatividade. Para não cometer o mesmo erro de novo é necessário criar rotas alternativas e tentar novamente. Sem ser criativo, essa tarefa se torna ainda mais difícil. Por isso, fracassar pode desenvolver a sua criatividade e capacidade de inovar.

Por fim, obter resultados ruins nos deixa flexíveis. Ao errar, percebemos que não devemos sempre nos ater às mesmas regras e moldes. Muitas vezes, para um plano dar certo, é necessário somente se adaptar às circunstâncias. Tendo isso em mente, as chances de voltar a fracassar se tornam menores.

Viu quantas coisas boas podemos aprender com o fracasso? Portanto, da próxima vez que fracassar, não fique se sentindo triste. Aproveite o momento para aprender com ele e trazer benefícios para a sua vida pessoal e profissional.

4 comentários:

  1. Sempre acreditei que meus maiores impulsos aconteciam após uma queda,; só, que eu acreditava que isso fosse uma mania doentia em mim.Hoje acabo de ler, de uma pessoa especializada que é a partir da queda que aprendo a levantar.

    ResponderExcluir
  2. Sempre acreditei que meus maiores impulsos aconteciam após uma queda,; só, que eu acreditava que isso fosse uma mania doentia em mim.Hoje acabo de ler, de uma pessoa especializada que é a partir da queda que aprendo a levantar.

    ResponderExcluir
  3. Reitero: Aprende-se com ultrajes; eles enriquecem a maturidade. O erro propicia o acerto e nos fortifica!

    ResponderExcluir

Contribua deixando seu comentário.