sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Quer ser criativo? Então volte a pensar como na pré-escola

Fonte: Universia

Cada vez mais, as pessoas preocupam-se me procurar meios de inovar suas empresas e seus projetos para que assim possam se diferenciar da concorrência. Em outras palavras, a criatividade tornou-se uma habilidade cada vez mais requisitada e, portanto, cobiçado pelos profissionais. Você é um deles? Pois saiba que a chave deste exercício da inventividade pode estar na sua infância, mais especificamente na pré-escola.

A primeira razão para isto está no ambiente onde você cresceu. A maioria das crianças, quando demonstra qualquer propensão para a arte, ainda que sejam apenas rabiscos numa folha de papel, vêem suas criações valorizadas pelos pais e professores de modo que se sentem estimulados a continuar produzindo. Você encontra o mesmo panorama no seu trabalho? Caso a resposta seja negativa, procure formas de reconhecer o seu próprio esforço. Por exemplo, se você atingiu um objetivo, por que não se recompensar com um presente? Outra opção é se aproximar de pessoas em que você percebe a criatividade facilmente, para que você tenha no entusiasmo dos seus colegas uma fonte de inspiração e para que desenvolvam juntos ideias interessantes.

Outro traço da personalidade das crianças que permite que suas imaginações simplesmente não parem é a espontaneidade. Conforme vão crescendo, as pessoas criam limitações em suas vidas, como horários e rotinas. No entanto, para que você possa ser mais inventivo é preciso que encontrar um momento do seu dia em que seja possível apenas descansar a mente. Isso importante, pois, ao focar muito numa atividade específica, fica mais difícil de pensar fora da situação que por vezes você já encarou. Portanto, quando você perceber que você não está produzindo bem ou que suas ideias estão fracas, faça um intervalo. Não precisa ser muito longo, apenas um momento para esvaziar sua cabeça de todos os problemas e apenas ser você mesmo.

Por fim, como um aluno da pré-escola, volte a se impressionar com as pequenas coisas da vida. Estas situações banais para você hoje são fonte de muitas histórias e ideias na cabeça de uma criança. Logo, comece a encarar o cotidiano como recursos criativos para você usar nos seus projetos.

Agora que você voltou à infância, é só colocar as mãos na massa! Exercite sua criatividade no ambiente de trabalho e diferencie-se dos demais profissionais da sua área.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua deixando seu comentário.