quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Está deixando seu emprego? Saiba como agir e evite gafes

Fonte: Universia

Se demitir nunca é uma atitude fácil, especialmente quando é necessário especificar o motivo da saída da companhia. Esse é um momento delicado, que pode afetar muito sua reputação profissional caso algo saia errado.
 Isso acontece porque, por mais que você não queira mais este emprego, a experiência profissional continuará presente em seu currículo e, sem dúvida, seus antigos colegas continuarão fazendo parte de seu networking. Cometer uma gafe ao deixar um cargo pode ser extremamente prejudicial para o seu futuro.

Conheça os cinco tópicos que devem ser evitados na hora de pedir demissão e preserve-se:

Não faça comentários maldosos
Mesmo que você não esteja feliz e sua passagem pela empresa não tenha sido agradável, não é necessário ser rude. Não diga coisas como “esta é a pior empresa em que trabalhei” ou rogue pragas do tipo “espero que esse lugar vá à falência”. Seja profissional, pois, apesar dos pesares, essa experiência fez parte da sua vida e provavelmente te trouxe alguma vivência positiva, mesmo que não seja fácil de identificá-la em um primeiro momento. 

Não faça observações negativas sobre sua equipe
Essa não é a hora para fazer ataques pessoais. Evite citar nomes ou fazer comentários sobre coisas que outras pessoas lhe disseram. Se o mau relacionamento com a equipe foi um de seus motivos para sair, seja honesto, mas não se prenda a episódios específicos. É importante não soar como uma pessoa vingativa, especialmente quando falar sobre seu ex-chefe, afinal, é a ele que seus novos empregadores vão recorrer em busca de referências. 

Não se vanglorie
Não seja arrogante. Por mais que a sua saída seja em busca de um emprego melhor ou que pague mais, não ostente isso, é desagradável. Outra atitude completamente equivocada é presumir-se insubstituível e se valorizar demais, o que pode acontecer ao dizer frases como “boa sorte em encontrar alguém tão bom quanto eu”. 

Não seja evasivo
Ser franco e educado é sempre a melhor opção. Agir na defensiva e se recusar a expor seus motivos para abandonar o emprego são atitudes anti-profissionais. Coloque-se no lugar de seu antigo empregador, você provavelmente gostaria de entender o motivo da quebra de contrato inclusive para melhorar sua companhia. 

Deixe as portas abertas
O futuro é incerto e nunca se sabe o que pode acontecer. Por mais insatisfeito que você esteja ao deixar a empresa, não diga que jamais voltará a trabalhar nela, afinal, as condições podem mudar e a mesma companhia pode vir a te oferecer uma boa oportunidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua deixando seu comentário.