quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

27/02 - Dia Nacional do Livro Didático

Fonte: Prolivro.Org


Um pouco de história!

“... o livro didático surgiu já na Grécia Antiga - Platão aconselhava o uso de livros de leitura que apresentassem uma seleção do que havia de melhor na cultura grega; a partir daí, o livro didático persistiu ao longo dos séculos, sempre presente em todas as sociedades e em todas as situações formais de ensino. Um exemplo: "Os Elementos de Geometria", de Euclides, escrito em 300 a.C., circulou desde então e por mais de vinte séculos como manual escolar; outros exemplos são os livros religiosos, abecedários, gramáticas, livros de leitura que povoaram as escolas por meio dos séculos. Ao longo da história, o ensino sempre se vinculou indissociavelmente a um livro "escolar", fosse ele livro "utilizado" para ensinar e aprender, fosse livro propositadamente "feito" para ensinar e aprender. Professores e alunos, avaliadores e críticos que, hoje, manipulam tão tranquilamente os livros didáticos nem sempre se dão conta de que eles são o resultado de uma longa história, na verdade, da longa história da escola e do ensino”. Magda Soares, doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), estuda há anos a importância do livro didático no dia-a-dia do magistério. (1)  


A importância do Livro Didático 


“O Livro didático nos conecta com a realidade e abre as portas da imaginação”.ABRELIVROS

Além de ser um importante suporte para o Educador, o LIVRO DIDÁTICO é também uma fonte de conhecimento para os alunos, que ao longo de cada ano navegam em suas páginas para descobrir como estudiosos e cientistas explicam os fenômenos da natureza, da física, da matemática e do corpo humano; da vida social e cultural e da história dos homens e de nosso país. Aprendem a calcular. Aprendem a ler e a dominar sua língua e outros idiomas; e, descobrem a literatura e diferentes olhares sobre a realidade humana e mundos diferentes. 

O livro, por meio de seu conteúdo, imagens e linguagem é uma forte ferramenta para tangibilizar a aprendizagem e formação cultural e humana, desvendando todo o conhecimento e cultura produzidos até hoje pela humanidade. Possibilitam o desenvolvimento de competências e habilidades nas diferentes áreas de conhecimento. Ferramenta colocada nas mãos dos professores e estudantes brasileiros, do ensino básico, para facilitar o processo de aprendizagem e o protagonismo. 

Por meio do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), criado em 1985, o Livro Didático já se tornou questão de política pública e é distribuído para os estudantes do ensino básico de toda a rede pública de ensino do país. Uma conquista reconhecida por outros países e governantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua deixando seu comentário.