terça-feira, 19 de março de 2013

Mercado de trabalho incentiva aumento de estudantes no ensino superior


A popularização do ingresso ao ensino superior mudou o cenário educacional do país. Atualmente os brasileiros estão passando mais tempo no meio acadêmico, como indicam os dados mais recentes da Síntese dos Indicadores Sociais (SIS), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O aumento no número de jovens entre 18 e 24 anos que frequentam um curso superior (inclusive mestrado e doutorado), foi de 27% para 51%, no período 2001-2011.

Segundo a Doutora em Educação Lourdes Reis, a busca dos jovens pela especialização se deve principalmente à competitividade do mercado de trabalho, “porque o mercado hoje valoriza mais quem tem um diploma de nível superior, principalmente se tiver pós-graduação. Além disso, as instituições privadas passaram a facilitar o acesso dos alunos, disponibilizando um número significativo de vagas” afirma. Por outro lado, a doutora explica que a evasão no ensino superior tem aumentado. “Esta observação parte da minha vivência com os alunos, que lidam com muitas dificuldades financeiras para manterem-se na instituição privada e outros que desistem de um curso na universidade pública, porque os horários são muitas vezes incompatíveis com os do emprego.”

Para superar esse obstáculo, existem programas de inclusão educacional promovidos pelo Ministério da Educação e de iniciativa privada, como o Programa Universidade para Todos (Prouni), o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o Educa Mais Brasil, que conseguem não só matricular o aluno, como também mantê-lo na instituição. Estes programas, direcionados aos candidatos com baixa condição socioeconômica, oferecem bolsas de estudo integrais e parciais ou, no caso do Fies, boas condições de financiamento do curso.  

Serviço:

Educa Mais Brasil: Programa disponibiliza bolsas de estudo parciais para ensino básico, graduação e pós-graduação. As inscrições para ingressar 2013.1 estão abertas e devem ser realizadas gratuitamente através do site www.educamaisbrasil.com.br . 

Prouni (Programa Universidade para Todos): Programa do Ministério da Educação que concede bolsas de estudo parciais (50%) e integrais para graduação. Inscrições para 2013.1 estão encerradas, a data de inscrição para 2013.2 ainda não foi divulgada. (http://siteprouni.mec.gov.br/) 

Fies (Fundo de Financiamento Estudantil): Programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições não gratuitas. As inscrições para o Fies podem acontecer durante todo o ano, para tirar dúvidas os alunos podem entrar em contato com o FIES Brasil, programa que presta consultoria gratuita aos alunos que desejam contratar o Fies, site: http://www.fiesbrasil.com.br.

3 comentários:

  1. Muito Boa essa postagem eu andei pesquisando sobre o fies e se mesmo eu sendo comtemplado com a bolsa do educa mais brasil sera que eu poderia optar pelo fies ? sera que eles financiam bolsas de 50% ? quem souber responder aguardo a respostar desde ja obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Leonardo. Obrigado pelo elogio!
      Segundo o Regulamento do Educa Mais Brasil, "Art. 14 - O benefício da bolsa de estudo não é cumulável com qualquer outro benefício que possa vir a ser concedido ou disponibilizado ao ALUNO BENEFICIADO, de forma que, verificando-se a posteriori que o aluno utilizou-se da cumulação de benefícios em proveito próprio, será o mesmo compelido a reembolsar à Instituição de Ensino de todos os valores da bolsa recebida indevidamente, de uma só vez, até 05 (cinco) dias uteis após a notificação."

      Excluir
  2. Bom dia...
    Essa idéia do governo federal para incluir pessoas sem total condições financeiras às universidades é muito boa. Assim é uma forma boa de ajudar qualquer um a vencer e atingir seus objetivos.

    ResponderExcluir

Contribua deixando seu comentário.