terça-feira, 4 de setembro de 2012

A dois meses do Enem, professores dão dicas para candidatos


A proximidade dos dias 3 e 4 de novembro deve intensificar a maratona de estudos dos candidatos que prestarão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Com início previsto para as 13h, horário oficial de Brasília, as quatro provas objetivas terão 45 questões de múltipla escolha cada, mais a redação. Além de calma, o aluno precisa garantir a concentração para responder às questões com segurança.
No sábado, as provas abordam questões de Ciências Humanas e suas Tecnologias e de Ciências da Natureza e suas Tecnologias. A duração do exame é de quatro horas e meia, válidas a partir da autorização dos monitores. No segundo dia, domingo, é a vez dos jovens provarem o que sabem sobre Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática, além de explorar sua criatividade e mostrar seus conhecimentos de gramática e prosa na redação. O tempo para realização do exame no segundo dia é mais extenso: cinco horas e trinta minutos.
A seguir, confira dicas de professores para cada uma das provas.

Redação

A produção de texto é um dos fatores de maior peso no Enem. Sempre com uma temática de ordem política ou social, desafia o estudante a defender a delimitação do tema com argumentos que firmem uma unidade textual. Escrever com coesão para evitar a fuga do assunto principal, com letra legível e criatividade é indispensável e facilita a leitura dos corretores. O coordenador de português do cursinho Galois, Rafael Riemma, acredita que um bom posicionamento quanto à proposta é importante. "Caso não exista uma solução social, é preferível que o aluno não fique em cima do muro, e sim tome uma posição", recomenda.

Escrever com precisão e cuidar regências verbais, pontuação, divisão silábica e outros princípios básicos da língua portuguesa é outra dica do professor. Ler jornais e estar atento às atualidades também é importante. Diferentemente de outras provas de redação, o Enem coloca muito claramente em seu manual a questão dos direitos humanos, que devem ser preservados e respeitados ao longo da construção textual. Vale lembrar que o título não é obrigatório.
São considerados erros graves a citação de trechos e frases de outras questões ou textos motivadores do exame, falta de concordância entre o verbo e o sujeito, quebra ou problemas na estrutura do verbo sintática, a falta de clareza ou opinião dividida sobre o tema e a violação dos direitos humanos, que podem fazer o aluno zerar a redação e, consequentemente, ter uma pontuação geral mais baixa.

Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Dentro de cada prova, há uma divisão silenciosa entre as matérias. Na de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, os componentes curriculares compreendem química, física e biologia. "Fontes de energia é um tema muito recorrente na parte de Física", alerta o coordenador do cursinho Etapa, Marcelo Carvalho. Geralmente exploram conceitos relacionados à potência, consumo em residências e hidroelétricas. Em Química, o tema "queridinho" do Enem nos últimos anos tem sido o ambientalismo. Questões relacionadas ao lixo, às sacolas plásticas, ao efeito estufa e ao meio ambiente devem aparecer na edição deste ano. Na parte que abrange a biologia, a distribuição de assuntos é mais uniforme. Citologia, ecologia e evolução, conteúdos provenientes do Ensino Médio devem estar presentes. Saúde pública, genética, biologia celular também merecem destaque nos estudos.


Matemática e suas Tecnologias

Por ser uma prova extensa, são fundamentais leitura atenta e boa interpretação das perguntas - aparentemente não tão importantes para questões que envolvem números, lógica e operações matemáticas. As questões de matemática do Enem têm começado mais simples e se tornado dificultosas gradualmente ao longo da prova. "Uma estratégia interessante é começar pelas mais fáceis para ganhar tempo", aconselha Carvalho. Nos últimos três anos, a estatística introdutória esteve entre as questões. Saber como resolver médias, medianas, modas e desvios padrão ajudará o aluno. Matérias como análise combinatória e probabilidade, geometria plana e espacial, porcentagem, gráficos, tabelas, devem aparecer também. Saber solucionar problemas que contam determinada situação ou exploram uma história dentro do contexto da questão com sistemas ou equações pode ser necessário.


Ciências Humanas e suas Tecnologias

Com enunciados grandes, as questões de geografia, história, português, literatura e língua estrangeira assustam alunos preocupados com o tempo limite para entregar o caderno de respostas preenchido. Em geografia, será avaliado o potencial do estudante quanto à leitura de mapas, escala, ocupação de cidades, tabelas e gráficos, impactos ambientais, globalização, cartografia, problemas sociais e assuntos atuais, como o caso Belo Monte. O mundo contemporâneo deve ser compreendido e estudado em história. Nas provas anteriores, apareceu entremeado à filosofia e sociologia. Brasil República, Era Vargas, Guerras Mundiais, Idade Média, Guerra Fria, Liberalismo e Escravidão no Brasil são assuntos que já estiveram presentes na prova e devem desafiar os participantes de 2012.


Linguagens, Códigos e suas Tecnologias 

Toda atenção é pouca para essas questões. Envolvem conteúdos aprendidos em português, língua estrangeira, literatura e artes. Interpretações de texto, gramática, morfologia, sintaxe e fonética serão avaliados no teste de português. Com menor número de perguntas, é uma boa aposta para quem quer aumentar sua nota final. Textos com tiras de jornais ou quadrinhos e enunciados em português aparecem nas questões que compreendem a língua estrangeira, o que facilita para os estudantes. As estéticas literárias (Romantismo, Barroco, Arcadismo, Parnasianismo etc), assim como Modernismo e tendências contemporâneas fazem parte da prova de literatura.


Recupere provas anteriores

Quanto ao comportamento dos jovens que prestarão o Enem, nesses dois meses que antecedem o teste, é importante treinar com as provas dos anos anteriores para conhecer melhor o modelo e testar o tempo de resolução. "É como uma grande maratona. O aluno deve estar preparado física e mentalmente para aguentar o longo tempo de prova", ressalta Carvalho. Manter uma alimentação equilibrada nos dias próximos às provas, manter a calma diante dos enunciados, levar água e um lanche leve e não esquecer da caneta esferográfica de cor preta são outras dicas para o final de semana decisivo.


Fonte: Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua deixando seu comentário.