terça-feira, 30 de agosto de 2011

Para maior longevidade, é preciso que exercício físico seja intenso


Várias pesquisas já comprovaram que a atividade física é um dos fatores que aumentam a longevidade. Uma nova pesquisa, no entanto, traz mais detalhes sobre como ela pode prolongar o tempo de vida. Estudo realizado com ciclistas de Copenhague, na Dinamarca, mostrou que é a intensidade, e não a duração do exercício, que influencia nos índices de mortalidade — principalmente em relação aos problemas cardíacos.
As recomendações atuais determinam que todo adulto deve praticar 30 minutos ou mais de atividades físicas diárias, de preferência todos os dias da semana. Segundo o estudo, é preciso, no entanto, estabelecer quais as durações, intensidades e frequências ideais do exercício.
Na pesquisa, o grupo coordenado por Peter Schnohr descobriu que os homens que praticavam o ciclismo com alta intensidade viviam 5,3 anos a mais, e aqueles com intensidade média, 2,9 anos mais, quando comparados aos que praticavam com intensidade baixa. Para as mulheres, os números foram 3,9 anos a mais e 2,2 anos a mais, respectivamente.
De acordo com Schnohr, o estudo sugere que a maior parte da atividade física diária deve ser feita de maneira vigorosa, com alta intensidade. A base de comparação (leve, moderado, intenso), no entanto, deve ser feita pelo indivíduo, seguindo sua própria percepção da atividade.

Fonte:  Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contribua deixando seu comentário.